PUB
mascote
PUB


13 maio, 2018 Sexo naquela “altura do mês”

E não é quando se recebe o ordenado.

As mulheres não têm culpa de sentirem tesão ao mesmo tempo que libertam sangue suficiente para reabastecerem o stock de dádivas de sangue à Cruz Vermelha. E já que falamos em cores garridas, se calhar dava mais jeito que a menstruação fosse bege ou algo assim em tons pastel, mas também se fosse verde era como se estivéssemos a foder o “Alien”.

Sexo naquela “altura do mês”

É aceitável mandar uma foda numa gaja menstruada? Claro que sim. Vocês também iam ao cu a uma gaja que vos dissesse que está com problemas intestinais? Talvez não, mas fica esta ideia para reflectirem mais tarde sobre ela.

Qual é o problema então?

Sangue. Um gajo enfiar uma gaita rosa (ou preta) no melhor sítio do mundo e arredores para a tirar vermelha (ou roxa, se entrou preta) não é para todos. O odor pode não ser o mais agradável, mas eu convido todos os contorcionistas leitores deste blog a cheirarem a própria gaita e que depois me digam se a mesma exala algum odor semelhante a CK One. Nenhuma mulher vos vais exigir que a comam naquele estado, pois até as próprias não se sentem confortáveis, mas se um homem e uma mulher demonstrarem que não têm problemas com a coisa, porque não? Com isto não estou a dizer que se deva afundar a boca e a língua na casa do Benfica de Vale-de-Cona porque nos arriscamos a sair de lá parecidos com aquele palhaço assassino do filme “It”, mas se tivermos algum cuidado na inserção do tarolo de carne maturada a cópula é bem mais que possível. Muito cuidado com a velocidade que se imprime ao movimento do cilindro, pois tive aulas de Física suficientes para saber como se comportam os fluídos quando submetidos a uma força mecânica externa (isto se não quiserem ter o quarto pintado de magenta-pussy).

Portanto, não há que ter medo. Não há nada mais romântico do que um gajo passar um dedo no epicentro sensorial feminino, fazer umas pinturas de guerra na cara e gritar “À CAAAARGA!”.

Por outro lado, é um momento fantástico para se propor a entrada secundária.

Pensem muito sobre isto tudo.

Até quarta e boas fodas.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis