PUB
mascote
PUB


20 fevereiro, 2016 Robôs sexuais vão substituir os homens já em 2050

E vai poder enviar-se um orgasmo como quem envia uma SMS...

Em 2050, o mundo inteiro vai andar a foder com robôs sexuais! E quem não o fizer, será considerado kinky ou anormal. É o que diz um relatório sobre o futuro do sexo que prevê muitas novidades sexo-tecnológicas para os próximos tempos...

Robôs sexuais vão substituir os homens já em 2050

O sexo de realidade virtual vai ser coisa normal já em 2030 e em 2050, a maioria das pessoas terá sexo com robôs.

O cenário soa a ficção científica a uns e preocupa outros, mas para o futurologista Ian Pearson essa vai ser a realidade pura e dura.

É isso que defende no documento intitulado "O relatório do futuro do sexo - A ascensão dos robôs sexuais", um estudo feito em parceria com uma marca de brinquedos sexuais britânica.

Ian Pearson, que tem background académico na área das Matemáticas Aplicadas e da Física Teórica, vaticina que, num horizonte mais próximo do que se pensaria, vai ser possível enviar um orgasmo a alguém como quem envia uma SMS e sentir as sensações de outra pessoa, misturadas com as nossas.

E diz que vão aparecer mecanismos tecnológicos com "ligação directa ao sistema nervoso" ou ligação aos nossos sonhos, considerando que o sexo do futuro vai ser "mais fácil, mais seguro, mais frequente e muito mais divertido".

Como vai ser o futuro do sexo (segundo Ian Pearson)

  • Em 2025, só os ricos poderão usar robôs sexuais (por serem muito caros).
  • Em 2030, maioria das pessoas fará sexo virtual tão normalmente como hoje se vê porno.
  • Em 2035, maioria das pessoas terá sex toys que interagem com a realidade virtual.
  • Em 2050, os robôs sexuais serão a norma, ultrapassando o sexo entre humanos.
  • Daqui a 20 anos, o mercado do sexo será três vezes maior do que hoje e, em 2050, será 7 vezes maior.

FutureOfSexReport

Podes ter um vislumbre do que pode ser o futuro do sexo com robôs no seguinte vídeo...

Para lá do "vale misterioso"

O porno de realidade virtual e o sexo virtual estão já presentemente, em crescendo e há várias ofertas tecnológicas neste âmbito.

É só pensar no já chamado sex toy do futuro: um rabo que faz twerk na tua piça.

Ou ainda no porno de realidade virtual a 360º graus!

Aproveita para ver como seria assistir a filme porno com óculos de realidade virtual.

Uma empresa norte-americana tem a ideia de lançar, em breve, as bonecas sexuais com Inteligência Artificial. E o criador dessas RealDoll, que parecem quase mulheres de carne e osso, destaca porém, que é preciso passar o denominado "vale misterioso" que se aplica ao sexo com robôs.

RealDoll1

Matt McMullen, que trabalha há vários anos no desenvolvimento de robôs sexuais, frisa no jornal inglês The Telegraph que, a partir do momento em que este sexo tecnológico se assemelhe demasiado ao sexo entre humanos e seja demasiado realista, as pessoas se deixam de interessar por ele.

Palavras que soam estranhas vindas do homem que está a tentar criar bonecas sexuais hiper-realistas. Ele realça contudo, que é importante que tenham um toque irrealista, evidentemente fantasioso, para se tornarem excitantes.

Ora, Ian Pearson não vê obstáculos neste tal de "vale misterioso" e acredita que, a partir do momento em que a ideia do sexo com robôs se normalize, com mais pessoas a assumirem fazê-lo, e com estes robôs sexuais melhorados, graças aos desenvolvimentos da Inteligência Artificial, os seus utilizadores deixarão de ser tão melindrosos com detalhes éticos.

Mas há quem pretenda valorizar precisamente a ética e assim, impedir a chegada dos robôs sexuais, como é o caso da professora Kathleen Richardson, da Universidade De Montfort, em Leicester, no Reino Unido.

Esta especialista da Ética da Robótica lançou, recentemente, a Campanha Contra o Sexo Com Robôs, defendendo que os robôs sexuais incentivam atitudes machistas para com as mulheres e expectativas irrealistas sobre o sexo.

Para Ian Pearson o mundo do sexo com robôs é apenas simplesmente maravilhoso! Ele vaticina que os robôs podem até ser "uma benção" para a sexualidade humana, suscitando a diminuição das barreiras emocionais entre as pessas, retirando culpas dos relacionamentos e das fantasias e, logo, melhorando a saúde mental e sexual.

Aquilo que é certo é que, nos próximos tempos, vão proliferar as aplicações tecnológicas com inspiração sexual. E é seguro que podemos esperar grandes e boas surpresas!

Gina Maria

Gina Maria

Moça católica e de boas famílias, apaixonada por secretas fantasias, eternamente interessada em mais, mais, mais...

blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis