PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB

07 agosto, 2018 Conheça os tipos de Hepatite e como se pode prevenir

O Dia Mundial contra as Hepatites celebrou-se no passado dia 28 de Julho.

"Hepatite" significa inflamação do fígado. As hepatites virais são causadas por vírus, que atacam o fígado, causando a sua inflamação. Conheça os diferentes tipos de Hepatite e os seus sintomas, como se transmitem e como pode preveni-las.

 

Conheça os tipos de Hepatite e como se pode prevenir

"Hepatite" significa inflamação do fígado. As hepatites virais são causadas por vírus, que atacam o fígado, causando a sua inflamação. Dependendo do tipo do vírus, ele pode causar:

  • Doença com poucos ou nenhum sintoma (benigna), com recuperação total;
  • Doença com recuperação rápida (aguda), geralmente dentro de algumas semanas;
  • Doença que dura muito tempo (crónica), possivelmente para o resto da vida, que pode evoluir para cirrose e carcinoma.

Os tipos mais comuns de hepatite são: A, B, C, D e E. Os tipos D e E são transmitidos da mesma forma que os tipos B e C, razão pela qual só apresentaremos os tipos A, B e C.

Hepatite A

Transmissão:
Contacto com fezes humanas infetadas:
• Água e alimentos contaminados;
• Transmissão sexual: dígito-anal-oral e/ou oral-anal (“botão-de-rosa” ou “beijo negro”) – contacto da mucosa oral com o ânus de um/a portador da doença.

Sintomas:
Pode causar doença aguda (de 10 a 14 dias). Não apresenta uma fase crónica.
• Assintomática;
• Quadro associado a febre, mal-estar, icterícia, colúria (urina cor de vinho), fadiga, diminuição do apetite, náuseas, vómitos e dor abdominal.

Prevenção:
• Existe uma vacina preventiva da hepatite A.
• Evita contacto com fezes humanas durante a relação sexual.
• Usa sempre preservativos para sexo vaginal, anal e oral, trocando de preservativo sempre que mudes o tipo de penetração ou o parceiro/a.
• No “botão-de-rosa” ou “beijo negro” usa bandas de látex, ou faz as tuas bandas com preservativos. Podes ainda usar luvas de látex para contactos das mãos com o ânus (como o “fisting” ou a estimulação prostática).
• Não partilhear brinquedos sexuais, nem lubrificantes;
• Lavar a região perianal antes das relações sexuais;
• Lava as mãos depois de ir à casa de banho e antes das refeições;
• Em viagens para lugares quentes ou sem boas condições higiénicas: evita comer alimentos crus, mariscos e bebe água engarrafada.

Hepatite B

Transmissão:
Fluídos corporais como sémen ou corrimento vaginal. Sangue e derivados de sangue. De mãe para filho durante a gravidez e através do leite materno.

Sintomas:
Nem sempre apresenta sintomas e pode curar-se espontaneamente ou em alguns casos evoluir para uma doença crónica.
Infeção crónica:
• Quase sempre assintomática;
• Febre, mal-estar geral, dor abdominal.
Os sintomas tardios incluem icterícia (coloração amarelada de pele, mucosas e parte branca do olho), urina escura e fezes claras.

Prevenção:
• Existe uma vacina preventiva da hepatite B.
• Evita compartilhar agulhas e seringas ao usar drogas injetáveis;
• Evita contacto com fezes humanas e outros fluídos corporais durante a relação sexual.
• Usa sempre preservativos para sexo vaginal, anal e oral, trocando de preservativo sempre que mudes o tipo de penetração ou o parceiro/a.
• No “botão-de-rosa” ou “beijo negro” usa bandas de látex, ou faz as tuas bandas com preservativos. Podes ainda usar luvas de látex para contactos das mãos com o ânus (como o “fisting” ou a estimulação prostática).
• Não partilhes brinquedos sexuais, nem lubrificantes;
• Se fores fazer uma tatuagem ou colocar um piercing, certifica-te que o equipamento foi devidamente esterilizado;
• Não partilhes seringas ou outros materiais de injeção de substâncias, nem o material que utilizas para snifar, como palhinhas e notas;
• Evita a partilha de artigos domésticos que possam ter qualquer contacto com o sangue, como lâminas de barbear, escovas de dentes e tesourinhas das unhas.

Hepatite C

Transmissão:
• Sangue e derivados de sangue (maioria das infeções).
• De mãe para filho durante a gravidez e através do leite materno.
• Fluídos corporais como sémen ou corrimento vaginal (rara, mas possível).

Sintomas:
Fase de infeção aguda:
• Vómitos, icterícia, prurido, dor abdominal e mal-estar geral.
Após a infeção aguda, parte dos infetados consegue resolver a infeção espontaneamente, no entanto 70 a 85% passam a infeção crónica.
A infeção crónica:
• Quase sempre assintomática.
• Mal-estar geral e febre.
• Perda de apetite, náuseas e intolerância ao álcool.
• Dores na zona do fígado.

Prevenção
• Evita compartilhar agulhas e seringas ao usar drogas injetáveis;
• Usa sempre preservativos para sexo vaginal, anal e oral, trocando de preservativo sempre que mudes o tipo de penetração ou o parceiro/a.
• Se fores fazer uma tatuagem ou colocar um piercing, certifica-te que o equipamento foi devidamente esterilizado;
• Não partilhes seringas ou outros materiais de injeção de substâncias, nem o material que utilizas para snifar, como palhinhas e notas;
• Evita a partilha de artigos domésticos que possam ter qualquer contacto com o sangue, como lâminas de barbear, escovas de dentes e tesourinhas das unhas.

O rastreio precoce é importante para que tenhas acesso imediato ao tratamento.

Com o Porto G podes ter acesso a material preventivo (preservativos, lubrificantes e bandas de látex), ao teste rápido da Hepatite B e Hepatite C (bem como VIH e Sífilis), de forma confidencial e gratuita, com referenciação para o tratamento.

O Porto G disponibiliza ainda aos/às seus/ suas utentes o esquema completo de vacinação da Hepatite B de forma gratuita.

PortoG Cont

 

Associação Porto G

Porto G

O Porto G é uma equipa que vai ao teu encontro para falar de sexo mais seguro e saúde, sem moralismos nem preconceitos!

Contactos:

+ Tlm. - 962301076 / 927952067

+ Facebook

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis