PUB
mascote
PUB


23 junho, 2016 Dás-me tesão Homem!

Era uma vez um homem que me dava muito tesão!

Óscar é um homem elegante, cavalheiro, sedutor. Aquele que aparenta ser certinho, mas que guarda para determinados momentos a sua completa loucura que eu tanto adoro.

Dás-me tesão Homem!

Há uns tempos, fomos jantar. Eu sei que ele gosta de pés, de joguinhos marotos. Por isso mesmo passei todo o tempo a seduzi-lo, até que descalcei o sapato e lhe passei o pé pelas pernas até lhe chegar ao pénis.

Discretamente, sorria-lhe como se nada se estivesse a passar. A empregada de mesa a questionar sobre o vinho, e ele a sentir o meu pé a massajar-lhe o pénis, sem poder dar a entender o que se passava debaixo da mesa.

Que pica me estava a dar todo o conjunto de coisas naquele momento!

No fim do jantar, não faltavam ideias sobre o que fazer a seguir. Juntando as ideias à vontade, devem calcular que foi de facto algo agitado.

Eu tinha comprado um novo brinquedo, um vibro-massajador muito prático, excelente para estimular o clítoris. Não que os dedos não sejam eficazes, ou uma língua, mas este vibrador oferece sensações indescritíveis.

Quando chegamos ao quarto, beijamo-nos intensamente, pois a saudade já era bastante.

Como de costume, lá estava ele de camisa branca e gravata, composição que eu adoro, confesso. Assenta-lhe divinalmente na cor morena e no jeito próprio.

Mas naquele momento, o que era preciso era apenas um corpo nu, e por isso lhe desabotoei a camisa para lhe passar as mãos nos pêlos e sentir aquele perfume fantástico que ele emana. A gravata é óptima para o puxar até mim.

Se eu fui rápida a despi-lo, ele não ficou nada atrás, despindo-me o vestido e descendo-o, aproveitou para me beijar o pescoço e o peito, descendo até ao meu clítoris.

Empurrou-me para a cama e começou a lamber-me com aquela língua determinada em oferecer-me prazer sobre prazer. Toda eu me contorcia, estremecia, sentindo aqueles movimentos tão bons no meu clítoris todo molhado de tudo.

Eu queria mais, queria tudo! Ele tem um pénis delicioso que eu queria sentir em mim.

Foi quando me virou de costas para ele, inclinada sobre a cama e me penetrou completamente à canzana. Devagar, escondia todo aquele pau endurecido dentro das minhas cavidades húmidas, e quanto mais me perfurava mais húmida eu ficava, e sentia-o entrar e sair ao milésimo de segundo, ao milímetro. Uma sensação de arrepiar.

Vejo então o meu vibrador ali ao lado, e pensei em juntá-lo à festa. Meto-o a vibrar sobre o meu clítoris enquanto ele me penetrava mais profundo, mas sempre cuidadosamente. Estava tão bom, tão fabulosamente delicioso.

Não sei por quanto tempo estivemos ali a deliciar-nos quando começo a sentir que o vibrador está a morrer por falta de pilhas. Oh não, logo agora que eu estava quase quase a vir-me!

Mas o Óscar não deixa nada pelo meio, virou-me para ele, lambeu-me os mamilos, beijou-me e continuou a penetrar-me com aquele jeito que eu adoro. Pouco depois atinjo finalmente o objectivo e estremeço toda molhada de tanto prazer.

Por fim, quero dar o retorno e sentir o prazer dele.

Meto à boca a obra e saboreio todo aquele pau, chupando, passando a língua em movimentos aleatórios, enquanto lhe massajo as bolas até que ele ejacula na minha boca. 

Carla Felício

Carla Felício

Olá, sou a Carla Felício, não confundir com felácio! Felácio também é bom, mas não para aqui chamado agora. 

Sou massagista e bloguista. Não perguntem sobre o que escrevo, passem a ler.

Sou uma miuda tímida, mas adoro despir-me de vergonhas e pudores e transformar-me numa desavergonhada marota!

+351 916 158 030

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis