PUB
mascote
PUB


13 abril, 2018 Oitavo aniversário TugaEris

Este artigo é dedicado a mim e a todos vocês que me acompanham.

Esta semana fez 8 anos que criei a «Eris», nunca pensei que durasse tanto tempo e que tudo na minha vida fosse girar à volta da «Eris». Hoje em dia, os meus mundos misturaram-se por completo e sinto que só existe a «Eris», o «Eu» enquanto pessoa deixou de existir.

Oitavo aniversário TugaEris

Até há uns anos atrás a maneira que eu tinha de distinguir quem me conhecia profissionalmente dos meus amigos da «vida real» era pelo nome que me chamavam e hoje em dia, posso contar pelos dedos de uma mão as pessoas que me tratam pelo meu nome - até em locais comuns, como café, supermercado, manicura, etc, me tratam pelo nome de trabalho.
O que significa que me conhecem como «webcamgirl».

Resumindo: o virtual superou a vida real!

Como tudo começou, para quem já não recorda ou não sabe vou relembrar.
Fui ao café numa tarde, abri o jornal diário e a desfolhar a parte dos classificados, despertou-me a atenção um anúncio a amarelo que dizia algo do tipo:

«Tens PC, webcam e Internet, ganha dinheiro através de casa como modelo virtual, shows eróticos.»

Achei o anúncio curioso, não sabia o que era e apontei o nome do site no telemóvel.  Quando cheguei a casa fui ver o site e achei engraçado.

Mas eu na altura trabalhava, financeiramente estava bem, mas tinha amigas a passar dificuldades, já a fazerem de tudo, como devem imaginar, e resolvi indicar o site a algumas, em especial à que era na altura uma das minhas melhores amigas. Ela começou a fazer shows e a viver disto, eu ia acompanhando as sua peripécias através do que ela me ia contando.

Passado um ano, eu fiquei desempregada, e só com o subsídio desemprego a minha situação financeira ficou fragilizada, estava com um défice de 300€.
Após umas férias da Páscoa que fiz no Algarve com essa amiga, decidi que quando regressasse ia tentar fazer shows.
E assim foi o meu começo!

Nunca achei que os shows viessem a ser a minha vida, pensei que fosse algo temporário até arranjar novo trabalho. Mas como me dizem as pessoas que me conhecem há mais tempo: «Fiquei viciada».

Não sei se vicia, mas a verdade é que já deixei de sair para fazer shows, de ir de férias para fazer shows, de visitar a família porque prefiro ficar em casa a fazer shows.

E trabalhos? Já perdi a conta a quantos tive, e só pensava no momento de chegar a casa e ligar o meu PC, e nas «desculpas» que sempre arranjei para voltar para casa para o meu mundo virtual.

Se é vício, comodismo, conforto, paixão, não sei explicar, sei que nenhum trabalho, curso, hobbie, amizade e até paixão, foi mais importante do que os meus shows.
Sempre que me deram a escolher, dá para perceber qual foi a escolha!

Se me arrependo? Às vezes penso como seria a minha vida! E as oportunidades que perdi!
Mas cada um «nasce para o que nasce», disseram-me hoje.
Eu nasci para fazer shows!

Se algum dia vou deixar? Não sei!
Sei que hoje só existe a «Eris»!
A pessoa que um dia fui deixou de existir e a pessoa que um dia serei ainda estou por descobrir!

Obrigado por estes 8 anos!

Boas Punhetas,

TugaEris

TugaEris

TugaEris

 
Webcamgirl viciada em shows eróticos virtuais, fascinada pelo mundo do sexo e tudo o que rodeia procurando dar a conhece lo através da escrita.
 
Shows no Skype:anadocura
 
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis