PUB
mascote
PUB


14 novembro, 2018 Chuto nos tomates VS pontapé na cona

O combate que ninguém pediu.

Eu não tenho cona, já estive dentro de umas, sei ao que sabe e ao que cheira. Ponto. Tenho piça e tomates. Nunca tive outra nas patas ou na boca, não sei ao que sabe e nem quero pensar ao que cheira. O que eu sei é isto: levar um pontapé nos tomates dói como o caralho.

Chuto nos tomates VS pontapé na cona

Estava aqui a coçar os ditos cujos e a olhar para uma parede branca enquanto decido se vou ver porno ou pôr meio cabrito a marinar para amanhã, quando de repente uma questão enorme se formou na minha mente: será que levar um pontapé na cona dói? Quer dizer, doer deve doer sempre. Mas é o mesmo tipo de dor? Para quem não sabe o que é a dor de ter acabado de levar um estouro em cheio na colhoada, eu explico através de uma pequena quadra que redigi para a ocasião:

É fogo que arde sem se ver

Colhão que dói e me faz sofrer

É grito silencioso ensurdecedor

“Ai que me doem os tomates!”

Não aguento esta dor

Nunca dei um pontapé na cona a ninguém. Acho uma falta de respeito e a mim sempre me ensinaram que às meninas não se bate, só se mete no cu sem elas se aperceberem. Talvez não tenha sido bem isto, mas gosto de pensar que sim. Porquê um pontapé na cona? Não faço ideia que tipo de ser maquiavélico é que se lembra de pontapear o melhor sítio do mundo depois das ilhas Maldivas.

Imagino que doa tanto como um pontapé nas costas e isto faz sentido porque eu já fodi as costas a carregar uma estante para a sala e também já fodi conas nessa mesma sala.

E se um gajo dá um pontapé e fica com o pé lá preso. Ah, pois. E para tirar? É bom que tenham WD40 à mão ou vão ter de chamar os bombeiros e explicar porque caralho é que têm um pé preso na cona de uma pessoa.

Pontapé nos tomates, pontapé na cona? Nem um, nem outro.

Chupem caralhos e mamem em conas. Não lhes batam.

Até domingo e boas fodas.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis