PUB
mascote
PUB


22 maio, 2016 O fetiche dos pés

Gosto de um pé bonito. E depois?

O nome técnico para o “foot fetish” é podofilia, mas isto soa a doença. Quase como se fosse algo que tivéssemos de ir ao Hospital de Santa Maria para que nos seja receitado um antibiótico. 

O fetiche dos pés

Nada disso. Podemos gostar de um pé bonito sem entrar no campo bizarro?

E mesmo que se entre, qual é o problema? 

Desde sempre, o pé sempre se destacou como parente pobre da feminilidade bem aquém do peito e do rabo. No entanto, temos de concordar que se o Príncipe Encantado da Cinderela tivesse ido à procura das mamas que encaixassem num soutien de cristal, a nossa infância tinha sido mais colorida. O que há num pé bonito? Ora, tentar definir a beleza de algo é sempre algo subjectivo ao nosso gosto pessoa, mas podemos concordar que uma pata grande não é nada apelativo numa mulher. Pode até ser um pé bonito, mas não é um pezinho e aqui já entra novamente o imaginário do “pé de princesa”.

Mas esta parafilia já investigada e debatida por Sigmund Freud, tem bastantes vertentes para além da óbvia contemplação de um pé descalço: o formato, o tamanho, a unha, o calçado, etc. Isto pode não ter pés nem cabeça para muitos mas, para outros, é um mundo inteiro de coisas boas. Mas um pé de senhora tem algo de sensual que não consigo descrever de forma tão natural como outro elemento que me seja mais familiar (como um par de mamas).

Se gosto de espetar umas beijaças num pezinho? Gosto, pois! E de morder uns dedos, sujeitando-me a levar uma patada na boca. Mas de onde vem esta pancada, fetiche, gosto ou tara? Debrucei-me academicamente sobre este tema e as conclusões são tão dúbias quanto as minhas últimas análises para DST. Muita explicação, muita teoria e zero certezas. Uns mencionam algum trauma em pequeno, outros o cheiro dos pés ter alguma semelhança odorífera com outras zonas do corpo mais a norte e alguns falam dos pés serem adjacentes às pernas que, por si mesmas, são adjacentes à cona ou ao caralho (esta teoria é conversa de quem gosta mais de cheirar pés do que foder!).

A questão do odor não me fascina, mas sei de muito gajo que toca ao bicho a cheirar os pés alheios (vamos tentar limpar esta imagem da mente).

Taras. Já aqui falei delas: cada um com a sua!

Meninas, se foram agraciadas com um palmo de cara e um corpo com mais curvas que um estrada nacional no interior do país e, no entanto, os homens continuam a desaparecer da vossa cama sem razão aparente, então façam o favor de olhar para baixo. Mais de 39 de pé? Parabéns, és uma atraente e sensual patas de urso! Agora faz o favor de tirar os sapatos da garagem, porque eu quero estacionar o carro.

Mulheres que gostam dos pés dos homens devem existir em menor número, mas eu não conheço nenhuma. Gajo que se dispa e pergunte à companheira “achas os meus pés bonitos?”, é meio caminho andado para ser rotulado de bicha insegura pela mesma.

Cuidem dos vossos pés.

Até quarta e boas fodas.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis