PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


07 fevereiro, 2018 Threesome MMF: um estudo de caso

Os amigos são para as ocasiões.

Para comer duas gajas ao mesmo estamos estamos sempre de moca afiada. Não questionamos, duvidamos ou fazemos perguntas desnecessárias. Quando presenteados com essa dádiva, não há muito mais a pensar.

E quando a coisa se inverte e, de repente, ganhamos mais do que um amigo para a futebolada de quarta à noite?

Threesome MMF: um estudo de caso

Esta situação pode ter mais que uma origem. Convite de uma gaja, convite de outro gajo ou puramente acidental. Seja qual for o motivo, a matemática não engana, certo? Como eu gosto muito de matemática, vamos a números:

2 homens e uma mulher.

2 pilas, 3 buracos fodíveis.

1 língua, dois caralhos.

1 cu, 2 caralhos

1 cona, 2 caralhos

2h/1m = f(3)

A logística por trás de uma threesome MMF é fantástica.

De um lado, dois gajos sedentos de o meter forte e feio na menina. No outro, uma boneca de foder temporária. Nenhuma gaja que varra dois gajos faz a coisa pelo romance e carinho, foda-se. Gosta de levar com ele a dobrar e faz ela muito bem. Já o fiz e devo dizer que é preciso alguma organização do nosso lado. Antes de mais, convém não haver mesquinhices de “eu quero ser o primeiro a comer-lhe o cu” ou merdas parecidas. Recordam-se dos tempos de futebol de rua? Todos queriam ser avançados e ninguém queria ir à baliza. Ora, isto é exactamente a mesma coisa e nesta analogia o avançado é quem vai ao cu e o guarda-redes é quem, por exemplo, lambe a cona à tipa depois de o outro ter malhado ferro quente. Não pode haver lutas de território.

Questão importante: poderá haver roçar de picha com picha!

Meus amigos, não se fazem omoletes sem ovos. Se estão numa situação destas, poderá ocorrer um toque não intencional de picha no nosso amigo e vice-versa. E uma coisa é intencional, outra é estar a dar toques com a sabarda nhanhosa na cara do gajo só por diversão. Não sejam infantis, foda-se. Ponham de lado todos esses complexos de macho alfa e apreciem o momento, sem qualquer tipo de problemas com a insegurança que o vislumbrar de uma picha maior que a vossa vos dá. Sim, agora vamos falar nisto. Poderá haver igualdade de picha, mas é muito provável que uma das pichas seja maior ou mais pequena. Não desmoralizem. Podem depois falar nesse assunto mais tarde.

No final, podem ir com o gajo à bola ou comer bifanas e elogiar a prestação um ao outro.

E assim se passa uma bela tarde a fazer amigos.

Boas fodas e até domingo.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis