PUB
mascote
PUB


12 novembro, 2017 Sport Clube Mulher Desconfiada VS FC Homem Que Pula a Cerca

O clássico dos clássicos.

Boa tarde caros telespectadores e bem vindos a um clássico das discussões: uma namorada desconfiada e um gajo que gosta de pular a cerca. Atmosfera fantástica nesta sala de estar, antevendo uma extraordinária noite de discussão. A equipa feminina já está no campo em aquecimento, conforme podem ver pelo monólogo que a mesma já está a praticar em frente à comóda do IKEA. A equipa masculina está prestes a chegar totalmente despreparada para este duelo, no entanto, a boa prestação de mentiras e falsos alibis durante a época não vão facilitar às investidas da adversária e… temos porta a abrir. A equipa masculina entra em campo e é recebida com um sorriso. Excelente manobra de diversão. Estamos prestes a ouvir o apito inicial… E ROLA A BOLA!

Sport Clube Mulher Desconfiada VS FC Homem Que Pula a Cerca

“Temos de falar… senta-te lá aqui”

E assim começa. Bom inicio de jogo. Extraordinário sentido táctico da equipa feminina.

“Está tudo bem contigo?”

O tecnicismo da tradicional escola feminina. Um clássico!

“Sim, porquê?” - responde com hesitação.

O adversário apercebeu-se da jogada mas deixa jogar. Bonito este jogo. Promete.

“Podes-me explicar o que é isto?” - diz ela segurando o telemóvel dele.

INCRÍVEL. Que entrada a pés juntos. A equipa feminina a mostrar logo de inicio que não está aqui para estacionar o autocarro lá atrás, passando de imediatamente à ofensiva.

“É um telemóvel. Existem no mundo há bastantes anos…” - responde com ironia.

Bela manobra defensiva com um belo jogo de ancas a tentar ludibriar o adversário. Humor e ironia numa só resposta? Isto é a Champions, caros telespectadores.

“Muito engraçado. Explica-me porque é que tens um SMS de uma tal “Loira do Lux” a dizer “adorei a noite de ontem… gato. Não vou esquecer essa língua”. Podes, assim como quem não quer a coisa… EXPLICAR-ME?”

Meu deus. Que bomba a 30 metros. O esférico sai em grande velocidade e...

“Oh… lá estás tu com os teus filmes. Outra vez isto? Com o controle das mensagens e do Facebook? Achas que eu sou ESTÚPIDO o suficiente para ter um contacto a dizer “Loira do Lux” e sujeitar-me a isto?”

QUE PARADA ESPECTACULAR. O público vibra com este mergulho a dar uma sapatada da bola para fora. O argumento “tu és uma lunática controladora” em conjunto com o “achas que sou estúpido a esse ponto em deixar provas”? Nunca visto. Assim se define um profissional de um amador.

“Ok, senhor mais esperto que todos. Sou toda ouvidos. Explica!” - diz ela.

Uuuuuuuui que esta defesa hoje parece manteiga. Os centrais não se entendem. Onde está o espirito inicial? Bola perdida para o adversário que a parou de peito, sorri e levanta a gola com ela agora junto ao pé e pronto para o contra-ataque.

“Babe… sabes como sou eu e o Tiago….” - inicia ele.

Ai está. A fazer tabela com o colega de equipa….

“E sabes como somos parvos os dois quando saímos….” - continua ele.

Bonito a devolver. Futebol rendilhado. Tiki taka puro.

“Então ontem entrámos numa parvoeira os dois que ele era “a minha gaja loira” e usámos o telefone dele da empresa (que não podes ligar, ok?) e andámos a dar gozo ao João que eu andava a receber mensagens de uma gaja do Urban. Só para lhe comer a cabeça, entendes?”

Sem palavras. Classe pura. Nasce de uma jogada individual, assiste para o colega e um terceiro elemento chega pela lateral, recebe e cruza para…

“Foi só um brincadeira parva. Desculpa. Tens razão e percebo como podes ter pensado outra coisa qualquer. Os homens são parvos, ok? Fazemos estas coisas…”

Que cruzamento… vai… vai… e vai…

“Oh amor… assim é difícil. Eu sei que vocês são parvos os três quando se juntam. Mas eu não sou maluca, entendes? Sou? Acho que não sou. Pronto… desculpa. Fiz filme sem razão!” - responde ela.

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLO! De bicicleta! Fantástico!

“Dá cá um beijo, minha “outra loira do Lux”. Vamos hoje comer fora os dois. Pago eu. - diz ele a fazer cóceguinhas.

“És tão bom para mim, meu rei!” - diz ela enternecida.

Apito de final de jogo com ambas as equipas a recolher aos balneários. Por hoje é tudo, até à próxima saída do Lux onde ele é apanhado em flagra na pista com a loira e a convence que é tudo montagem em Photoshop.

Até quarta e boas fodas.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis