PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


12 Julio, 2018 O Tinder

A app mais badalada do momento.

Onde tudo pode acontecer, ou não. Onde os casais procuram de forma gratuita uma forma diferente de se divertirem com mulheres. E onde eu encontrei a mulher que eu andava à procura...

O Tinder

Num dos meus Matches, aparece-me a Ana, fotos de uma miúda doce de sorriso gato, cativante com o seu perfil diferente... com a seguinte descrição:

"I don't want free sex 'cause I have a Dildo."

Só com aquela frase matava qualquer um que se aproximava...

Mas eu, sou um sedutor incurável vou tentar mesmo que leve uma tampa.

Muita conversa pela App, voltamos para o Whatsapp, e a conversa evoluiu até de mais, conheci uma rapariga cativante, completamente rendida aos prazeres da vida... Adorava mulheres e homens, tudo na mesma cama!

Fomos sair, bebemos um café, conversamos e acabamos por combinar outro encontro.

No segundo encontro, disse-me que estava com uma amiga em casa, mas que queria que eu fosse ter com elas.

Eu... um homem maduro, nada reticente e com um espírito livre e jovem não cedi e fui.

A Ana é linda, morena, baixinha, a sua amiga linda também, loira, quase da mesma altura, as duas receberam-me com simpatia.

Fui fazer uns drinks para as meninas, e quando eu vi as meninas estavam na sala abraçadinhas a ver TV.

Eu mantive a minha compostura, não queria que pensassem que seria abusivo.

No momento dos drinks, o clima ferveu. As duas, começaram aos beijos, e a Ana beijava-a e olhava pra mim com aqueles grandes olhos escuros, eu fiquei sem saber o que fazer ou dizer... Estava demasiado empolgado com a ideia.

Tinder2

A Ana, ao mesmo tempo que a beijava colocava a mão por dentro dos calções fazendo-lhe leves movimentos na cona dela. "Estás molhada", dizia ela para a amiga.

Eu não sabia muito bem o que fazer.

"Despe-te", dizia a Ana.

"Queremos ver-te nu", dizia a amiga.

Eu despi-me sentado de frente para elas, vendo o que faziam.

A ana despiu-a, ela despiu-se nas trocas dos beijos com língua cheios de saliva.

A Ana, começou a descer o pescoço, os ombros, os bicos, a passar a língua bem molhada nos bicos da amiga, ali naquele peitinho 38 até não estava mal, cuspia-lhe nos bicos, lambia-os e o meu pau cada vez mais durinho.

"Fica só a olhar para o nosso prazer."

E eu ali a ver cada toque, cada beijo, cada olhar... o prazer delas era o meu prazer.

Acariciando o meu pau ao mesmo tempo que o ritmo aumentava.

A Ana, numa das nossas conversas, dizia que gostava muito de chupar cona, eu ficava com um tesão quando ela me dizia isso, fazia questão de me dizer no ouvido porque sabia que isso mexia comigo.

Chupava a cona da amiga, a amiga contorcia-se com prazer, e ela continuava com todo o carisma, língua marota, rodando e sugando o clitóris, os dedos a entrar e a sair rapidamente da cona da amiga.

O cheiro a cona deixa-me fora de mim, é como um elixir da felicidade masculina.

Parou, e agora era a vez da amiga, da amiga se lambuzar naquele corpo, lambendo-a com fervor naqueles mamilos redondos e tesudos, e eu sempre a tocar-me, quase que me venho com aquela loucura das trocas de gemidos constantes.

A amiga lambia-lhe devagarinho o umbigo, a barriga, beijos nas pernas, e beijinhos no clitóris, muita conexão entre todos.

A Ana sempre a olhar para mim, de mão na cabeça da amiga para ela continuar a lamber o clitóris, olhava para mim com aquela cara de tesão, e eu sei que eu estando ali parado dava-lhe muito tesão.

Gosta de ser observada.

A amiga continua a comer aquele cona borboleta molhada e ela vem-se a olhar para mim, com aqueles olhos cheios de tesão.

"Chega aqui. Vamos comê-la juntos."

Eu comecei a comê-la com a minha língua cheia de tesão, a amiga louca, e a Ana a fazer-me um broche bem molhado, bem cuspido, louco de tesão vim-me todinho na boca dela, louco muito louco aquela cena, a amiga veio-se na minha língua grande.

Foi uma ótima experiência do Tinder.

blog comments powered by Disqus

Poner anuncio grátis