PUB
mascote
Banner Favoritos
PUB


25 maio, 2017 Sex Party

A rapariga montou-te e eu fui comida por trás, sempre a vermo-nos um ao outro.

Inscrevi-nos num evento de que já me tinham falado. Uma festa num clube que o intuito é que os casais interajam com outras pessoas e que pode levá-las a ter sexo com outras pessoas, se for esse o seu desejo.

Sex Party

Nunca tínhamos experimentado algo assim, mas claro que ao fim de tantos anos juntos, mesmo com muitas ideias e inovação, há que andar sempre a apimentar a relação.

Nos dias que antecederam o evento já eu andava num estado de excitação difícil de disfarçar, claro que andávamos os dois tão excitados que não nos largávamos um ao outro, além de sexo, apimentou imenso as ideias que tínhamos sobre o evento. E descrevermos um ao outro o que nos excitaria...

Ao final da tarde desse dia, vestimo-nos de acordo com o dress code, eu fui de vestidinho sexy e um trench coat e tu de calças, camisa e casaco.

Fomos jantar antes, foi tão agradável, falamos de tudo o que esperávamos e não esperávamos, não tínhamos nada pré-combinado, afinal ainda íamos ver como seria, mas claro tínhamos os nossos códigos para o que cada um acharia aceitável. Somos um casal e não queríamos comprometer a nossa relação. Bebemos algum vinho ao jantar e já estávamos animados.

Chegamos à festa e claro o nosso nome estava na guest list. A festa era numa quinta que ficava num local recôndito, era lindo, a parte de fora estava iluminada só nalguns pontos e via-se um grande jardim, uma piscina e claro uma carpete vermelha ladeada por luzes no chão.

Entrámos para uma sala e serviram-nos um welcome drink. Havia um bengaleiro de um lado e casas de banho do outro.

Fui à casa de banho, era toda em mármore escuro, havia umas velas perfumadas, umas cestinhas com preservativos, pequenos kits com escova de dentes, toalhitas. Estavam lá outras raparigas todas lindas e desinibidas, vestidas com roupas sexys e transparências, parecia tudo muito animado.

Entramos de seguida numa sala onde havia um bar e uma pista de dança. Não era muito iluminado, estava tudo à média luz.

Fomos dançar, estava tudo a dançar, víamos uns agarrados a dançar, outros dançavam sós mas todos perto um dos outros. Estávamos a dançar e a beber mas íamos vendo o que se passava, havia uns sofás à volta da pista onde haviam pessoas a conversar, mas muito próximos, obviamente que com a música era a forma de se fazerem ouvir, mas via também mais do que isso, havia várias pessoas que se beijavam e tocavam. Vi um casal que estava nos bancos do bar já seminus, ele acariciava a parte interna da coxa dela enquanto ela lhe beijava o pescoço.

Era um ambiente quente, luxuoso e absolutamente sensual. Fui ao bar buscar uma bebida, e fui logo abordada, de uma forma sensual e respeitadora. Era um homem com muita boa aparência que me disse que eu era muito desejável. Eu já estava ON, mas isso deixou-me mais que ON.

Fui ter contigo, já tinhas trocado algumas palavras com outras raparigas, e também estavas muito entusiasmado. Fiquei contente, por me sentir desejada e por ver que também tu eras desejado.

Vimos que havia uma passagem e fomos explorar, íamos de mão dada, nesta área havia várias divisões, na primeira do lado esquerdo, havia uma carpete fofinha no chão e vários puffs e almofadas gigantes, vimos alguns casais já seminus, que se roçavam uns nos outros. Uma rapariga estava já nua e havia um homem que lhe sugava os mamilos enquanto outro lhe esfregava os dedos na pussy.

A intensidade da luz era perfeita e pareceu-nos tudo tão sexy! Já estávamos excitados, mas também desejosos de ver mais. Continuamos a nossa tour pelo espaço.

Noutra sala do lado direito, havia uma mulher presa à parede com algemas a prenderem-lhe as mãos acima da cabeça, e havia uma outra com um pequeno chicote que lhe estava a passar pelo corpo devagarinho. Via-se que ela estava a gostar, haviam outras pessoas no espaço que observavam e interagiam umas com as outras.

De seguida, vimos um espaço que tinha uma cama gigante ladeada por cortinas e tinha um sofá também. Estavam 2 raparigas com um homem na cama, ele lambia a pussy de uma enquanto a outra lhe chupava a pila tesa. No sofá estavam 2 homens e uma rapariga que observavam e tocavam-se excitadíssimos.

Adorei o espaço a seguir, tinha uma music box, daquelas que havia antigamente que se punha uma moeda para escolher o som. Parecia um daqueles bares antigos, tinha um bar com várias bebidas, mesas redondas de vidro com cadeiras em redor e no centro um pequeno palco redondo com um varão! A luz também era escassa, mas suficiente e também havia pequenas velas nas mesas.

Aquilo entusiasmou-me mesmo muito. Quando entramos estavam vários casais sentados e havia uma rapariga que estava mesmo a acabar uma dança, já estava seminua e interagia com um dos homens sentados, abriu-lhe a camisa, montou-se em cima dele e roçava as mamas no peito dele, enquanto lhe beijava o pescoço.

SexParty MissFantasy2

Sentamos no bar, e o barman serviu-nos bebidas e explicou que o espaço é nosso, que somos nós os artistas!

Sentaste-te numa mesa, onde estava outro casal sentado e eu fui selecionar a música. Que só podia ser You Can Leave Your Hat On do Joe Cocker.

Antes da música ainda ter começado, já eu estava no pequeno palco redondo, a dar umas voltinhas no varão.

Tu estavas sentado e já estavas a conversar com o casal sentado na tua mesa, piscaste-me o olho. Senti-me feliz e muito excitada.

Baby take off your coat
Real slow
And take off your shoes
I'll take your shoes

Deixei-me envolver pela música, despi o trench coat, e só tinha mesmo um vestidinho curto praticamente transparente, uma tanguinha por baixo, meias de ligas e sapatos altos.

Baby take off your dress
Yes yes yes

Subi o vestido, até se ver a parte de baixo das minhas nádegas, dancei bamboleando-me para baixo e para cima e enrolando uma perna em redor do varão.

You can leave your hat on
Go on over there
Turn on the light
No all the lights
Come over here
Stand on this chair
That's right

O calor subia-me pelo corpo acima, senti uma liberdade e uma excitação invulgar. Tirei o vestido, e fiquei apenas com a mini tanguinha reveladora e as meias de ligas, fui sempre a dançar até à mesa onde estavas com o tal casal.

You give me a reason to live
You give me a reason to live
You give me a reason to live
You give me a reason to live
Sweet darling

Dancei à volta da mesa, vi que tu estavas entusiasmado, a mesa era de vidro e vi que a rapariga tinha-te aberto as calças e estava com a mão na tua pila enorme. Acariciava-te de uma maneira super sensual. Enquanto os teus olhos estavam em mim, e o teu olhar era de incentivo para mim.

Dancei um pouco à volta da mesa e rocei-me um pouco no homem que estava na mesa, a rapariga que piscou-me o olho.

You can leave your hat on
You can leave your hat on
Feeling

Voltei a dançar no redor do varão, ele aproximou-se e beijou-me. Acariciou-me as mamas e chupou-me os mamilos.

Quando vislumbrei a sala, estavam todos enrolados, e excitadíssimos. Quando acabei de dançar, ouvi uma enorme ovação, senti-me em altas.

O casal levou-nos para uma zona privada. Eles já deviam ter experiência de ir ali, era uma sala com sofás redondos, e uma espécie de cama com almofadas no meio.

Ela despiu-te, e tu sentaste enquanto ela ajoelhou-se e chupou-te a pila tesuda. Enquanto eu o ajudei a despir a ele, ele mandou-me ajoelhar numa almofada e chupou-me a pussy por trás. Adorei, estava muito excitada e excitou-me ainda mais ver-te com tanta tesão a ter tanto prazer enquanto eu também estava a senti-me excitadíssima e a sentir um prazer imenso.

Suspicious minds a talkin'
Try'n' to tear us apart
They don't believe
In this love of mine
They don't know I love you
They don't know what love is

Enrolamo-nos com eles, foi absolutamente fantástico. A rapariga montou-te e eu fui comida por trás, conseguíamos sempre ver um ao outro.

Ela beijava-te enquanto subia para cima e para baixo em cima de ti e tu agarravas.lhe as nádegas.

Ele penetrou-me devagar, depois aumentou o ritmo, enquanto me comia, agarrava-me as mamas, deixando-me louca.

Quando estávamos todos quase a chegar ao ponto, trocámos. Eu e ela deitamo-nos com a cabeça perto uma da outra de barriga para cima, e cada um de vocês penetrou a sua. Eu só te via a ti a entrar e a sair de dentro de mim, a tua cara tinha uma expressão de prazer inapagável, vocês viam-se um ao outro, a comerem as vossas mulheres.

I know what love is
Sweet darling
You can leave your hat on

Miss Fantasy

Miss Fantasy

Mulher com uma imaginação delirante e muitas fantasias secretas por realizar.
Acredita que Deus nos deu o corpo para ter prazer e que cada vez que atingimos o orgasmo, o Nirvana, a plenitude, estamos mais perto de Deus.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis