PUB
mascote
PUB


05 março, 2014 Um negro na noite, Ep 74 ao Ep 78

   * SEPTUAGÉSIMO QUARTO *

Entrei. Estava nua mirando-se ao espelho. O meu pau explodia enquanto a sua lingua vagueava na minha boca. Meti-lhe os dedos na cona rapada e húmida e ensaiei um minete soberbo. Deitados no chão tirei as calças. Ao ver o meu caralho lançou-lhe as mãos e abocanhou. 
Pouco aguentei e esporrei-me todo. Levantou-se rápido, vestiu-se e regressou à sala. Segui-a pouco depois. Na mesa disfrutava um linguado com o marido. Ambos dividiam o meu nectar. Ele olhou-me e levantou o polegar. Retribui e, calmamente, saboreei a minha bebida enquanto meditava: "- Já vi isto algures..."

   * SEPTUAGÉSIMO QUINTO * 

Passei pelo Bar e sentei-me para umas palavrinhas co o Max que logo me confidenciou que na sauna estavam três colombianas. "- E que tal?"   "- Ó doutor! Boas como o milho..." Ri-me e já ele trazia a chave do meu cacifro.    "- Sendo assim vou até lá." E fui. Coberto apenas pela toalha entrei. Colombianas? Nem vê-las. O passo seguinte era o Quarto Escuro. Na hall alguns "dissidentes" liam os jornais ou beberricavam aguardando por momentos felizes. Cumprimentei o Raimundo, o barman do Spa, que não se fez rogado:     "- O que o doutor procura está no Negro..." Percorri um curto corredor e entrei. A escuridão era só traida por uma luz roxa montada num canto. Atirei-me para a cama-solidária e logo uma mão mexeu no meu pau enquanto dois riginhos seios se divertiam na minha cara.
 
  
  
   * SEPTUAGÉSIMO SEXTO *   
  
Passei pelo Bar e sentei-me para umas palavrinhas co o Max que logo me confidenciou que na sauna estavam três colombianas. "- E que tal?"   "- Ó doutor! Boas como o milho..." Ri-me e já ele trazia a chave do meu cacifro.    "- Sendo assim vou até lá." E fui. Coberto apenas pela toalha entrei. Colombianas? Nem vê-las. O passo seguinte era o Quarto Escuro. Na hall alguns "dissidentes" liam os jornais ou beberricavam aguardando por momentos felizes. Cumprimentei o Raimundo, o barman do Spa, que não se fez rogado:     "- O que o doutor procura está no Negro..." Percorri um curto corredor e entrei. A escuridão era só traida por uma luz roxa montada num canto. Atirei-me para a cama-solidária e logo uma mão mexeu no meu pau enquanto dois riginhos seios se divertiam na minha cara.
 
  

   * SEPTUAGÉSIMO SÉTIMO *     
  
Palavras em castelhano era o som do Escuro quando alguém indagou:  "- Te gusta miel?" respondi:  "- por supuesto..." Pediram-me para estar quieto e, mãos macias, começaram a untar-me com um liquido viscoso. Provei. Era mel. Depois linguas mornas iniciaram suaves lambidelas por todo o meu corpo. Entesei-me mais quando o meu cu e a cabeça do sardo foram por elas atacados. Um botão de rosa deslumbrante e os pés vagarosamente beijados. Uma colocou-se na posição do 69 e uma cona rapada quase me roubou o ar. Suguei-a. Estava agri-doce, mel e pecado... Lábios vogavam pelo meu caralho. Estava quasi a vir-me. 
Aguentei. Depois foi a confusão total. Mãos, linguas, sexos vagueavam banhados pela arrocheada luz do Quarto Escuro. Quanto tempo? Não sei. 
Tão só gemidos de gozo. Durante cinco minutos fez-se um silencio repousante. Juntos saimos e então vieram as apresentações formais. O Max tinha razão. As colombianas eram mesmo três bombons fora de série. 



   * SEPTUAGÉSIMO OITAVO * 

Chegado ao Bar o Max saudou-me com um sorriso conivente enquanto colocava no balcão a minha garrafa de Dimples e variados aperitivos. Estava cheio. Bebi um gole e mirei o salão. Caras conhecidas e outras nem tanto. Numa mesa, toldada pela penumbra, o cara-de-menino prosseguia o "love" com a embaixadora. Acerquei-me sendo recebido de braços abertos. Rui ofertou-me uma cadeira. 
Sentei-me e aceitei uma ganza cinco estrelas. E veio a conversa quando entraram as colombianas. Vendo-me aproximaram-se e tomaram lugares. O "speach" generalizou-se com o fuminho milagroso a saltar de mão em mão.            

Lingua de Radar

Lingua de Radar

Aeneanero sit amet quam egestas semp ultricies mi vitae est. Vestibulum erat wisi, condimentum sed, commodo vitae, ornare sit amet, wisi. Aenean fermentum, elit eget tincidunt condimentum.

blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis