PUB
mascote
PUB


08 Julio, 2015 O sexo na praia é o máximo, mas dá prisão!

Há casais atrevidos que o fazem em frente a toda a gente, como se vê nos vídeos...

Fazer sexo na praia é uma fantasia que muitas pessoas têm e que algumas conseguiram já concretizar. Mas livrem-se de serem apanhados, é que é um acto que pode dar prisão em qualquer canto do mundo. Um norte-americano foi recentemente condenado a 2 anos de prisão e o casal do vídeo que se segue também foi detido...

As imagens do vídeo mostram um casal numa praia não identificada, a manterem sexo em plena água, enquanto estão rodeados por várias pessoas, inclusive o seu filho.

A praia cheia de pessoas, como se pode depreender pelo barulho de fundo, não intimidou estes dois e não os impediu de satisfazerem a sua sede sexual. É a atracção falta pelo risco que o sexo em público proporciona.

Conta-se que, depois de se terem aliviado do tesão, foram ambos detidos. Mas não se sabe o que reservaram as autoridades a este casal destemido.

O que é certo é que um tribunal de júri norte-americano levou apenas 15 minutos a condenar um homem da Flórida a dois anos e meio de prisão, por ter feito sexo na praia à vista de todos, inclusive de crianças.

O casal, José Caballero, de 40 anos, e Elissa Alvarez, de 21, cometeu a façanha em 2014, na praia de Bradenton, na Flórida.

A cena de sexo entre o casal ocorreu em pleno areal, no meio de diversas outras pessoas, incluindo menores, e foi filmada por uma avó que nunca se quis identificar ao longo de todo o processo judicial.

O vídeo foi entregue às autoridades, mas acabou por ir parar às Redes Sociais e fez muito sucesso, claro está!

Na altura, mal sabiam José Caballero e Elissa Alvarez que viriam a ser condenados por comportamento lascivo e indecente, com a agravante de ter ocorrido em frente a menores de 16 anos.

José Caballero foi condenado a uma pena de dois anos de prisão, condenação agravada pelo facto de ele já ter uma condenação anterior por posse de droga. Elissa Alvarez foi condenada a 60 dias de prisão.

Eles enfrentavam penas até 15 anos de prisão, pelo que as sentenças até foram mais ou menos amigáveis.

Os dois ficam também inscritos na lista de criminosos sexuais, o que os impede de viverem perto de uma escola, de um parque infantil ou de uma qualquer instituição de apoio a crianças.

Um fardo pesado depois de uma mera fantasia sexual concretizada, pensarão alguns.

Mas as sete testemunhas que presenciaram a situação e que apresentaram queixa contra o casal considerarão que foi feita justiça e que é preciso dar o exemplo, para que outros não se lembrem de fazer o mesmo.

Caballero alegou sempre em tribunal que a namorada só estava a dançar em cima dele e o advogado do casal argumentou que as testemunhas nunca viram genitais ou qualquer acto de penetração. Mas vários dos que assistiram ao episódio contrariaram essa ideia e o vídeo também serviu como prova contra o casal.

O caso deu tanto que falar que chegou a suscitar o lançamento de uma petição online dirigida ao Presidente Barack Obama a solicitar-lhe que decretasse o perdão do casal. Foi assinada por mais de um milhar de pessoas, mas não surtiu efeito.

Gina Maria

Gina Maria

Moça católica e de boas famílias, apaixonada por secretas fantasias, eternamente interessada em mais, mais, mais...

blog comments powered by Disqus

Poner anuncio grátis