PUB
mascote
PUB


07 março, 2018 Tipos de gemidos femininos

Nem ai, nem ui.

Estas nossas mentes masculinas cedo são inebriadas por todas aquelas imagens do porno desde tenra idade. Segundo os filmes que eu vi na adolescência, todas as mulheres devem gemer que nem cantoras de ópera quando o tolas entra em todo seu esplendor. Mas depois aconteceu uma coisa chamada REALIDADE.

Tipos de gemidos femininos

Todas as mulheres são iguais e todas são diferentes ao mesmo tempo. E se bem que a nossa prestação possa ter influência no gemido, as diferentes formas que o mesmo assume, são sempre fantásticas. Vamos analisar algumas das espécies de gemidos de prazer com que já me deparei nestes últimos anos.

A TRADICIONAL

Quem não gosta de um bom “aaiiiiiiiiii” dito com alma e prazer? Todos. É aquele gemido que estamos sempre à espera de conseguir gerar. Pode assumir várias formas e feitios, mas a característica comum é ser um gemido agudo sincopado e intermitente até ao seu prolongamento final quando se atinge o clímax. É bonito, sim senhor.

A ERASMUS

Não sei de onde é que tiraram a ideia que gemer com frases em inglês era algo engraçado, mas tem a sua piada. Podemos estar a foder uma Cristina de Moscavide a soar a uma Christine de Londres, tal é o número de “oh my god” e “yes” que se fazem ouvir. Às fodas tantas até podemos sair de lá com um certificado do Wall Street Institute.

A APITO DE FÁBRICA

Tal e qual uma panela de pressão, este tipo de gemido assemelha-se a um apito agudo de “iiiiiiiiiiiiii”. Assim com muitos “i’s”. Se fecharem os olhos, parece que estão a foder uma daquelas galinhas de borracha que fazem barulho quando se apertam. E agora ficaste com essa imagem na cabeça e ela vai surgir quando estiveres a foder.

A EXORCISTA

Parente distante da anterior, a Exorcista soa tal e qual a miúda do filme referenciado quando o nabo lhe entra pela Santa Cona a dentro. Muitos grunhidos, muita voz estranha e muita coisa a sair da boca que não se percebe minimamente o que é ou para que serve. Se por acaso a gaja torcer a cabeça durante a foda, estão mesmo a foder uma gaja possuída. Será que conta como sexo a 3? Sim.

A MONÓLOGOS

O pior tipo. Que as mulheres já costumam falar pelos cotovelos, já nós sabemos. Bem que podiam dar um descanso quando estão a levar com ele, foda-se. A monólogos tem a péssima mania de encetar num autêntico monólogo em que geme, reage ao próprio gemido, faz uma pergunta a ela própria e ainda responde. Confuso? Deixem-me dar um exemplo: “ai foda-se… que gosto tanto… sabes quem gosta? Eu gosto. Gosto porque sou uma vadia. Quem é a vadia? Sou eu”. Faz mais sentido agora?

A MÚMIA

Se ela não geme, podes estar a fazer a coisa mal. Acontece. Mas pelo menos um “aizinho”, certo? Qualquer coisa para um homem não pensar que está a foder um cadáver,  foda-se. Nada. Respiração acelera e pouco mais. É uma merda. Metam-lhe no cu sem perdão. A ver se a Múmia não sai logo do sarcófago.

Boas fodas com gemidos e até domingo.

Noé

Noé

Noé

Trintão miúdo de coração ao pé da boca. Perdido em fantasias concretizadas e concretizáveis apenas preso por amarras do anonimato. Relatos passados de opinião libertina é um santo pecador por excelência.

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
blog comments powered by Disqus

Inserir Anúncio Gratis